PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Um presente de grego (chinês) para o sesquicentenário de Archie?

ResearchBlogging.orgEste ano completam-se 150 anos desde a primeira descrição científica de um dos fósseis mais iconônicos: Archaeopteryx lithographica - com suas características eminentemente reptilianas: cauda óssea, dentes e garras nos membros anteriores, mescladas com características eminentemente avianas: penas e asas.

Um artigo publicado na Nature que descreve o Xiaotingia zhengi foi apresentado como prova de que o Archie afinal não é uma ave (ponto de uma longa discussão no meio paleontológico, ainda que, pelo menos até hoje, minoritário).

O resumão da ópera é que o Xiaotingia é representado por mais um daqueles famosos fósseis de excelente preservação encontrado na China e tem uma cara genérica dos dinos emplumados que têm sido descritos desde 19991998 na região. Quando analisadas suas características anatômicas, junto com a de Archie e alguns outros dinos terópodos (88 no total se não contei errado), resultou em uma árvore filogenética em que Xiao arrasta Archie pra fora do grupo conhecido como Avialae (dentro do qual as aves modernas estão incluídas - nota-se que no estudo não foram incluídos representantes de aves atuais): mais especificamente, faz com que Archie esteja mais próximo de um Velociraptor do que de um Confuciusornis. Ao menos em uma das árvores - a que foi discutida mais detidamente no artigo.


Figura 1. Árvore filogenética proposta por Xu et al. 2011 conforme Witmer 2011.

Se esse resultado se confirmar (lembremos que no material suplementar outras ávores são apresentadas, em uma delas, Archie está bem empoleirado no grupo dos Aviale), poderemos dizer que Archie não é uma ave?

Hmmm, depende. Pode ser mais o caso de dizer que *Velociraptor* é uma ave. Ocorre que há uma divergência entre os especialistas sobre como definir Aviale ou mesmo Aves. A definição de Avialae usada por Xu e colaboradores foi: o grupo mais inclusivo contendo Passer domesticus, mas não Dromaeosaurus albertensis (que define o grupo dos Deinonychosauria) ou Troodon formosus (que define o grupo dos Troodontidae). Mas há definições que usam exatamente o Archie como ponteiro, como a de Sereno 2005 para Aves: grupo menos inclusivo contendo Archaeopteryx lithographica e Passer domesticus. (Para uma discussão sobre algumas das definições propostas, veja aqui; para uma pequena lista de definições propostas que obedecem às regras de monofiletismo, veja aqui.)

Adotando-se a proposta de Sereno 2005, *por definição* Archie é uma ave, e a mudança de sua posição na árvore apenas aumentaria ou restringiria (no caso deste estudo, aumentaria) a amplitude da definição.


Referências
Sereno, P. (2005). The Logical Basis of Phylogenetic Taxonomy Systematic Biology, 54 (4), 595-619 DOI: 10.1080/106351591007453

Xu X, You H, Du K, & Han F (2011). An Archaeopteryx-like theropod from China and the origin of Avialae. Nature, 475 (7357), 465-70 PMID: 21796204

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Resultado: Concurso Cultural "Dois Neurônios e Meio"

"Qual a estimativa do número médio de neurônios no cérebro humano?
Segundo artigo de 2009 do grupo de Roberto Lent e Suzana Herculano-Houzel, baseado no trabalho de mestrado de Francisco A. C. Azevedo."
Resposta: 80 a 90 milhõesbilhões*. Ou mais precisamente: 86,1 +/- 8,1 bilhões de neurônios.

"Em que cidade potiguar está sendo contruída a Escola Lygia Maria Rocha Leão Laporta?"

"O sequenciamento do genoma neandertal corrobora ou refuta a hipótese da equipe de Bruce Lahn sobre a evolução do cérebro e da inteligência humana?
Segundo os achados do trabalho da equipe de Svante Pääbo publicado em 2010 na Science."
Resposta: "Refuta, pois mostra que o haplótipo D do gene da microcefalina não está presente no genoma neandertal". (Comentei isso de passagem nesta postagem sobre o genoma neandertal.)

"Como se chama o comitê voluntário de notáveis idealizado e capitaneado por Miguel Nicolelis?
E que deve assessorar o Ministério de Ciências e Tecnologia."
Resposta: "Comissão do Futuro da Ciência Brasileira". Foi oficializada pela Portaria MCT nº 236, de 28.04.2011 e aqui tem a composição da primeira CFCB.

"Por que as crianças da escola de primária de Blackawton disseram que as abelhas parecem pensar?
Elas realizaram um trabalho com mamangabas sob orientação de Beau Lotto e publicaram os achados na Biology Letters em 2010."
Resposta: "Porque as abelhas foram capazes de identificar de modo plástico padrões de coloração distintas associando-os à presença ou não de alimentos". (Fiz uma postagem sobre o trabalho aqui no GR.)

Agradeço a todos os que participaram - seja respondendo, seja indicando a promoção.

*Upideite(05/jul/2011): Correção a esta data. Notado por @gmpassos.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sing Along: The Rap Guide to Evolution


The Rap Guide to Evolution


Upideite(03/jul/2011): Nos comentários, Jeferson Arenzon, do Coletivo Ácido Acético, informa que eles fizeram uma tradução da participação de Brinkman no TEDXKids.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails