PESQUISA

Participe da votação sobre os melhores canais de divulgação científica em português na internet.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Divagação científica - divulgando ciências cientificamente 31

Minhas anotações de Dahlstrom 2010 e 2012 sobre a influência do papel de causalidade de uma informação em seu efeito persuasivo.

---------
Dahlstrom, M.F. 2010. The role of causality in information acceptance in narratives: an example from science communication. Communication Research 37(6); 857-75. DOI: 10.1177/0093650210362683.

Dahlstrom, M.F. 2012. The persuasive influence of narrative causality: psychological mechanism, strenght in overcoming resistance, and persistence over time. Media Psychology 15(3): 303-26. DOI: 10.1080/15213269.2012.702604.

Dahlstrom 2010
Sujeitos: 56 estudantes de graduação em um universidade americana do meio oeste; idade 19,53 (±0,72) anos, 56% mulheres.

Tratamentos: Inserção de asserções em trecho causal, em trecho não causal, sem inserção das asserções. Texto de estímulo básico (narrativa de fantasia sobre piratas inexperientes em busca de tesouro - a fim de evitar controvérsias correntes e ocultar a intensão de persuasão) com 6 slots para inserção de asserções sem alteração de sentido: 18 asserções no total. Comprimento total dos textos: 3.758; 3.763; 3.769 palavras.

Resultados:
.lembrança ('recall'): causal - M=0,46(±0,32); não-causal: M=0,29(±0,22); ausente - M<0,01(±0,04).
<0 0="" 1="" a="" codificada="" diferen="" e="" em="" entre="" lembran="" n="" o="" os="" p="" resposta="" sem="" significativa="" sim="" total="" tratamentos.="">.veracidade percebida ('perceived truthfulness'): causal - M=5,26(±1,12); não-causal - M=4,93(±0,97); ausente - M=4,53(±0,83). veracidade percebida total sem diferença significativa entre os tratamentos. (resposta codificada de 1 a 7: 'absolutamente falsa', 'provavelmente falsa', 'não sei', 'possivelmente verdadeira', 'provavelmente verdadeira', 'absolutamente verdadeira').
.moderadores: transporte ('transportation', grau de envolvimento mental do indivíduo com o mundo da narrativa): M=4,37(±0,76; α=0,76) (medida em escala de 12 itens); ideologia política: M=3,55(±1,46) e religiosidade: M=3,98(±1,98) (medidas em item único com escala de 7 pontos - maiores os valores mais conservadora a visão e maior a importância da religião). Sem efeito significativo sobre as questões de interesse.

Dahlstrom 2012
Sujeitos: 92 estudantes de graduação, idade 19,95(±1,75) anos; 66% mulheres. Participaram do estudo em troca de créditos extras. Intervalo de 2 semanas entre a realização dos testes e resposta ao questionário de acompanhamento.

Tratamento: três tipos de narrativa-estímulo - localização da asserção: causal, não-causal, ausente; dois tipos de intervalo para a resposta - imediato, com atraso (duas semanas).
Texto narrativo ficcional curto para ser lido como entretenimento (a respeito de um funcionário de um centro de ciências, Lucas, em competição com um museu próximo para atrair mais visitantes para sua exposição do Dia da Terra); 17 asserções anti-ambientais falsas sobre as quais os participantes mais provavelmente teriam crenças preexistentes (p.e. "Deixar o computador ligado a noite toda economiza mais energia do que desligá-lo e religá-lo de manhã" ou "Áreas urbanas e agrícolas atualmente correspondem a menos de 15% da área disponível").
Localização causal: eventos que incidem na cadeia de causa-e-efeito principal dentro da narrativa (causa a ocorrência de eventos futuros); localização não-causal: afirmativas que incidem foram da cadeia principal causal, sem impacto sobre eventos futuros; localização de ausência: asserção não incluída no texto da narrativa.
Tamanho total do texto: 2.974; 2.986 e 2.965 palavras.

Avaliação de crenças contraditórias preexistentes: nova escala de paradigma ecológico (Dunlap et al. 2000): maior pontuação, crenças pró-ambientais mais fortes (desafiadas pelas asserções apresentadas no estudo).

Resultados:
.lembrança imediata: causal - M=0,52(±0,33); não-causal - M=0,21(±0,26); ausente - M<0,01(±0,03). Teste global significativo: F(2,194)=153,91, P<0,01, η2=0,61; Mcausal>Mnão-causal significativo: F(1,97)=85,32, p<0,01, η2=0,47; Mcausal>Mausente significativo: F(1,97)=276,02, p<0,01, η2=0,74; Mnão-casal>Mausente significativo: F(1,97)=77,61, p<0,01, η2=0,44.
.lembrança com atraso: causal - M=0,28(±0,29); não-causal - M=0,11(±0,18); ausente - M=0,02(±0,07)
.veracidade percebida imediata: causal - M=4,85(±1,58); não-causal - M=4,48(±1,35); ausente - M=3,66(±0,84).Teste global significativo: F(2,180)=47,39, p<0,01, η2=0,35; Mcausal>Mnão causal significativo: F(1,90)=12,43, p=0,01, η2=0,12; Mcausal>Mausente signficativo: F(1,90)=75,32, p<0,01, η2=0,46; Mnão-causal>Mausente significativo: F(1,90)=41,00, p<0,01, η2=0,31.
.veracidade percebida com atraso: causal - M=4,82(±1,43); não causal - M =4,36(±1,21); ausente - M=3,86(±1,10).

Contraste da lembrança correspondente prevê o contraste da veracidade percebida: t(87)=2,91, p>0,01. Hipótese de que a lembrança medeia a percepção de veracidade é corroborada.

Quando a unidade de análise foi a causalidade:
- transporte não apresentou efeito significativo sobre a lembrança: t(75)=1,32, p=0,19;
- visão pró-ambiental não apresentou efeito significativo sobre a lembrança: t(69)=1,15, p=0,26;
- transporte não apresentou efeito significativo sobre a percepção da veracidade: t(75)=-0,34, p=0,73;
- visão pró-ambiental não apresentou efeito significativo sobre a percepção da veracidade: t(69)=-1,94, p=0,06.

Quando a unidade de análise foi a narrativa toda:
- maior o transporte, maior a lembrança: t(75)=2,35, p=0,02;
- maior a visão pró-ambiental, maior a lembrança: t(75)=2,47, p=0,02;
- transporte não apresentou efeito significativo sobre a percepção da veracidade: t(69)=1,58, p=0,12;
- maior a visão pró-ambiental, menor a percepção da veracidade (as asserções eram todas antiambientais): t(69)=-3,20, p<0,01.

Tempo:
.lembrança causal: queda significativa [F(1,91)=61,56; p<0,01; η2=0,40];
.lembrança não-causal: queda significativa [F(1,91)=26,25, p<0,01; η2=0,22];
.veracidade percebida causal: sem efeito significativo [F(1, 82)=0,84; p=0,36; η2=0,01];
.veracidade percebida não-causal: sem efeito significativo [F(1, 86)=0,93; p=0,34; η2=0,01].
---------

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails